DESEJO DE TERRA

 

 

Sobre:

Em tempos de grandes queimadas, desastres ambientais e retrocesso político, Desejo de terra apresenta uma poética da ecologia, do xamanismo e do encontro amoroso.

Para o escritor e músico Jorge Mautner, os 64 fragmentos de cinco versos cada “são orações com a mensagem de uma eterna ressurreição”, como “a música de Villa-Lobos executando Tupã, o deus do Brasil”.

Já o poeta e ensaísta Claudio Willer observa que “se outros se empenham em restaurar autoritarismos, se o poeta designa isso de modo por vezes explicito, aqui estamos diante de uma poesia de resistência (Metamorfoses / contra metralhadoras)”, em que “as sinestesias e harmonias poético-musicais possibilitarão o reencontro de territórios mágicos”.

 

Ano: 2019
Editora:
Primata e Patuá
Poemas
: Em breve
Comprar livro: Link para compra

 

 

VISÃO INCURÁVEL

 

 

Sobre:

Segunda obra do poeta e compositor Luís Perdiz, Visão incurável nos conduz por um universo vibrante de sensações, cores, paixões s e magia. Estimulados pelo som e pelo mistério, seus versos espreitam a pulsação transcendental da natureza e a força vital do amor, tensionados com a esfera fria e concreta do urbano.

Dividida em três capítulos – Esquina infinda, Esquina esquiva e A esquina humana – a jornada, como observa Giselle Vianna em seu posfácio, “percorre os grandes temas da existência humana sem, contudo, cair nos caminhos fáceis da redenção ou do niilismo. O autor elege a simplicidade avessa a simplismos, a totalidade avessa a totalitarismos, a coragem felina de lançar-se num fervor em riste / para que o encanto dure”.

Ano: 2018
Editora:
Ed Lab (Demônio Negro / Hedra)
Poemas
: Leia alguns poemas do livro

 

 

SAUDADE MESTIÇA

 

 

Sobre:

Livro de estreia de Luís Perdiz, a obra é uma coletânea de 36 poemas, que irradiam influências do modernismo brasileiro, do movimento surrealista e da Geração Beat.

Para o escritor e antropólogo Gustavo Berbel: “Espelhado e translúcido, lívido e multicor, sóbrio e alucinado, solitário e gregário, a construção dos poemas transcende pares dicotômicos. Sua trama é inebriada e permeada de contradições, que desvelam os mistérios do contemporâneo e cravam na epiderme o não-sentido das coisas”.

Ano: 2016
Editora:
Patuá
Poemas
: Leia alguns poemas do livro

 

 

COLABORAÇÕES EM ANTOLOGIAS:

 

  • Hilstianas Vol 1 (Patuá, 2019);
  • Sob a Pele da Língua: breviário poético brasileiro (ARC Edições, 2019);
  • Poesia que queima: antologia da resistência (Patuá, 2018);
  • Antologia Casa do Desejo (Patuá, 2018);