Luís Perdiz nasceu em Campinas/SP. Compositor e editor, coordena a revista eletrônica Poesia Primata, atenta à literatura brasileira contemporânea.

É autor dos livros Saudade mestiça (Patuá, 2016), Visão incurável (Demônio Negro / Hedra, 2018) e Desejo de terra (Primata / Patuá, 2019), contemplado com a bolsa de Criação e Publicação Literária ProACSP.


foto: Melissa Martins